Flores de Goiás recebeu uma equipe da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, o município foi castigado pelas fortes chuvas

A equipe da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), está visitando os municípios atingidos pelas fortes chuvas.

Para verificar a situação de produtores rurais, especialmente da agricultura familiar.

A intenção é entender quais foram os prejuízos e traçar estratégias que serão adotadas, de forma conjunta entre Estado e municípios, para ajudar as famílias rurais.

Um dos municípios visitados é Flores de Goiás, que fica a 440 quilômetros de Goiânia, na região Nordeste do Estado.

O local é um dos principais produtores de arroz irrigado de Goiás e possui vários assentamentos familiares.

Segundo o prefeito de Flores de Goiás, Altran Lopes, o município é um dos mais castigados pelas chuvas das últimas semanas.

“Não é uma situação normal e pegou todos os produtores, do grande ao pequeno, despreparados.

“Teve gente que perdeu toda a lavoura, seja de quiabo, abóbora, mandioca e até a pastagem para pecuária”

Só para exemplificar, um produtor de arroz teve prejuízo com a perda de 100 mil sacas de arroz destacou o prefeito de Flores de Goiás.

Ele reforça ainda que os alagamentos causaram transtornos na logística, por meio de problemas em estradas, pontes e bueiros.

“Agora, é esperar amenizar as chuvas e verificar todos os prejuízos”.

O superintendente de Produção Rural Sustentável da Seapa, Donalvam Maia, que está há mais de 20 dias na região acompanhando a situação das famílias atingidas pelas fortes chuvas, enfatiza que será feito um trabalho para dimensionar e entender quais foram os danos nos municípios.

“Já é visível, em Flores de Goiás, por exemplo, que vários produtores tiveram perdas nas lavouras de arroz, tanto na colheita quanto no cultivo, além de áreas que estavam sendo preparadas para novos plantios. Apesar de ser cultivo irrigado, embaixo d´água, esses produtores tiveram perdas, porque não conseguiram colher o arroz”.

Donalvam Maia acrescenta que, agora, é preciso acompanhar e averiguar a situação para, então, traçar estratégias de apoio e verificar políticas públicas que possam contribuir para a retomada econômica. 

Para o atendimento, foram utilizados, até agora, nove caminhonetes, seis canoas, um bote, helicóptero dos bombeiros, além de unidade de resgate, veículo administrativo e veículo de abastecimento. 

Fazem parte da ação conjunta a Seapa, Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), CBMGO, Defesa Civil do Estado de Goiás, Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater Goiás) e Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Seds).

Site da Seapa Goiás

Site da Secretaria de Agricultura de Goiás

Site do Ministério da Agricultura MAPA

Leia as Ocorrências de cada dia do mês é só Clicar na data

janeiro 2022
S T Q Q S S D
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31