Fake News davam conta da morte de Lázaro Barbosa em uma troca de tiros com agentes das forças de segurança veja agora as últimas informações

Policiais do Batalhão Rural se juntam a força tarefa na “Operação Mateiro” na busca pelo fugitivo Lázaro Barbosa

Na noite desta quarta-feira (16/6), começou a circular nas redes sociais a notícia de que o autor da chacina em Ceilândia, Lázaro Barbosa, 32 anos, havia sido morto em uma troca de tiros com agentes das forças de segurança. No entanto, as polícias Civil e Militar do Distrito Federal e de Goiás desmentiram a informação. Até a última atualização do caso, o homem continuava foragido.

A esposa do foragido se pronunciou ainda nessa quarta-feira e disse estar em estado de choque e estarrecida com a sequência de crimes que o marido se envolveu na última semana. Segundo ela a família está sofrendo ameaças e teme pelo desfecho da história. O casal está junto há 4 anos e tem uma filha de 2 anos.

O criminoso também tem outro filho, de 4 anos, com uma ex-companheira. Desde sábado, mais de 200 agentes do Distrito Federal e de Goiás participam da força-tarefa para capturar o suspeito.

Policiais civis, militares e rodoviários cercaram a região em busca do suspeito e estão visitando várias residências.

Policiais militares da rural, choque, CPE, ROTAM, cavalaria, seguem no local em apoio as buscas que continuam nessa quinta-feira.